Aprendizagem profissional

Uma das alternativas de inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho é por meio da contratação destes profissionais como aprendizes, já que para eles, não há limite de idade para ingressarem em programas de aprendizagem.

Essa é uma excelente opção em especial aqueles que estão em busca do primeiro emprego e encontram mais dificuldade de conquistar uma vaga.

Outras vantagens são a carga horária menor do que a do trabalhador comum, variando de quatro a seis horas, o que facilita a adaptação, e o fato da pessoa não perder o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A Unilehu desenvolve o programa de aprendizagem profissional, o Mais Aprendiz, e como já atende pessoas com deficiência em seus outros programas, possui conteúdo adaptado e inclusivo para este público.

Para informações mais detalhadas sobre o Mais Aprendiz, clique aqui ou envie um e-mail para sae@maisaprendiz.org.br