Formare - Cursos Abertos

O Emprego Apoiado é um programa que busca a inserção da pessoa com deficiência no mercado de trabalho formal, de forma remunerada e competitiva.

Criado nos Estados Unidos no final da década de 70 foi trazido para o Brasil nos anos 90 por Romeu Sassaki e Alexandre Betti. Em 2015, a Unilehu credenciou-se a Associação Nacional do Emprego Apoiado (ANEA) e passou a realizar o programa pela instituição.

Por meio dele é possível criar um ambiente de trabalho adequado a realidade de cada indivíduo, respeitando suas dificuldades e explorando o que há de melhor em seu potencial, superando o assistencialismo e o mero cumprimento da Lei de Cotas.

O programa Emprego Apoiado é dividido em etapas, todas realizadas com o acompanhamento de um técnico. Ele auxilia nas descobertas das competências, habilidades e dos desejos profissionais da pessoa, e faz a mediação entre o participante, a empresa e a família, para estabelecer acordos que irão auxiliá-lo em seu processo de desenvolvimento.

Emprego Apoiado Social

Nesta modalidade é realizada uma avaliação junto ao candidato, para traçar seu perfil vocacional, com a descoberta de pontos fortes, interesses e necessidades de apoio para sua inclusão no mercado de trabalho. Também é feita a busca de uma vaga customizada e adaptada, sendo a pessoa acompanhada de um técnico durante um período determinado.

Emprego Apoiado Retenção

Surgiu com a necessidade de atender as empresas e os participantes que já fazem parte do quadro de funcionários, e que devido à transferência de departamento, promoção ou readequação de função, necessitam de maior apoio para a realização das novas atividades.

Emprego Apoiado Inclusão

Realiza a inclusão de forma individual, ou coletiva, de acordo com a solicitação apresentada pela empresa contratante, e do perfil dos participantes em busca de emprego.

Emprego Apoiado Acadêmico

Realiza a inclusão de forma individual da pessoa com deficiência dentro das universidades. O técnico acompanha o aluno durante a graduação, auxiliando em seu relacionamento com colegas e professores e na busca por estágio ou emprego na área escolhida.

Emprego Apoiado Esportivo

Tem como objetivo auxiliar os paratletas durante o período de atividade esportiva para que, de forma paralela aos treinos, possam trabalhar em empresas que incentivam a participação em campeonatos. Outra situação em que o EA atua é com relação a fase de transição do paratleta, quando ele deixa de participar das provas e deseja iniciar nova carreira profissional.

Principais benefícios para as empresas parceiras

Principais benefícios para os participantes

O Emprego Apoiado na Unilehu

Em 2015 a Unilehu implantou o EA na instituição com intenção de direcionar os usuários de outros programas percebendo a metodologia como oportunidade de direcionar ao mundo do trabalho de forma customizada e individualizada pela sua incapacidade mais significativa.

São 6 anos de muita dedicação e muito trabalho pautado na mediação entre a família, usuário e empresa, através de palestras, divulgações e participações em congressos.

Linha do Tempo

2015

– A Unilehu promoveu em parceria com o consultor, Alexandre Betti, o primeiro curso de Emprego Apoiado em Curitiba. Os participantes foram profissionais da Prefeitura e dois psicólogos da Unilehu – Caroline Luis e Filipe Bittencourt.

– Inicio dos atendimentos a cinco usuários encaminhados internamente pela Unilehu.

2016

– A Unilehu se torna associada à ANEA – Associação Nacional de Emprego Apoiado e participa de eventos locais, além de palestras para divulgar a metodologia.

– Premiação pela ABRH – PR –  Associação Brasileira de Recursos Humanos do Paraná com o Prêmio Ser Humano.

2017

– Ocorre a primeira turma de formação de técnicos de Emprego Apoiado realizado pela Unilehu, com chancela da ANEA – Associação Nacional de Emprego Apoiado. Foram formados 11 técnicos para acompanhamento de usuários da Unilehu.

– Premiação pela ABRH – BR – Associação Brasileira de Recursos Humanos – Vice – Campeã na categoria Gestão de Pessoas – Sustentabilidade.

 

2018

– Mais de 45 pessoas foram atendidas pelo programa de Emprego Apoiado. Com isso, foram inseridas no mercado de trabalho.

– Yvy Karla B. Abbade, vice-presidente da Unilehu, assume a vice-presidência nacional da Anea Brasil, chancelando o bom trabalho realizado pela Instituição.

 

2019

– Realização da formação da segunda turma introdutória de Emprego Apoiado pela Unilehu.

 

2020

– Mesmo com a pandemia, os atendimentos se mantiveram. Em sua maioria online, e presencial, respeitando as regras de segurança da secretária de saúde.